MENU

Identifique-se!

Se já é assinante informe seus dados de acesso abaixo para usufruir de seu plano de assinatura. Utilize o link "Lembrar Senha" caso tenha esquecido sua senha de acesso. Lembrar sua senha
Área do Assinante | Jornal Minuano | O jornal que Bagé gosta de ler

Ainda não assina o
Minuano On-line?

Diversos planos que se encaixam nas suas necessidades e possibilidades.
Clique abaixo, conheça nossos planos e aproveite as vantagens de ler o Minuano em qualquer lugar que você esteja, na cidade, no campo, na praia ou no exterior.
CONHEÇA OS PLANOS

Região

Escolas da região terão reforço de recursos para reformas dentro do programa Avançar na Educação

Arthur Damé foi selecionada para se tornar instituição modelo da rede estadual

Em 16/10/2021 às 10:52h

por Redação JM

Escolas da região terão reforço de recursos para reformas dentro do programa Avançar na Educação | Região | Jornal Minuano | O jornal que Bagé gosta de ler
Iniciativa foi lançada quinta-feira, em ato no Palácio Piratini | Foto: Gustavo Mansur / Palácio Piratini

 

Melhorar a infraestrutura física e tecnológica, assegurar a recuperação da aprendizagem pós-pandemia, qualificar o ensino público gaúcho de forma mais inclusiva e equitativa e capacitar os profissionais envolvidos são os objetivos do Avançar na Educação, lançado pelo governo do Estado na quinta-feira, dia 14. O plano de investimentos de R$ 1,2 bilhão na educação estadual até 2022, aliás, contemplará as instituições da Campanha gaúcha.

De acordo com a coordenadora Regional de Educação, Miriele Barbosa Rodrigues, as instituições de Bagé e região serão contempladas em sua totalidade. A Arthur Damé, por exemplo, receberá um valor específico para investimentos que tornem a escola um modelo de ensino. Sem quantificar o valor específico, contudo, adiantou que as demais escolas também serão beneficiadas. “Nós teremos aporte em todas as escolas, de autonomia financeira, com aporte direto. Elas receberão, em parcela única, um montante bem expressivo para servir para manutenção das estruturas. Além disto, pelo programa Aprender Mais, conseguiremos bolsas para quem está trabalhando. Estamos bem felizes com esses investimentos, porque será um ganho muito grande para a nossa região”, mencionou.

Questionada sobre as aplicações diretas para cada instituição, disse que ainda será feita uma revisão do montante pago na atualidade para cada instituição para depois definir o que será destinado para cada. “Por exemplo, a escola que hoje recebe um aporte anual de R$ 30 mil, se mantiver os dados atuais após a revisão, receberá um aporte de R$ 70 mil, ou seja, mais que o dobro. Mas isso saberemos após essa atualização”, disse ao frisar que tais valores permitem investimentos para reparos específicos que garantam a estrutura adequada. “Hoje, por exemplo, eu tenho seis escolas em Bagé realizando reformas. Agora, com esse reforço, que deve vir em janeiro, poderemos melhorar ainda mais”, completou.

O programa

Durante o lançamento, o governador frisou tratar-se de um investimento histórico.“Mais do que isso, é um investimento que será aplicado de forma planejada, organizada e direcionada, a partir de diretrizes claras e transparentes determinadas pela Secretaria da Educação, que orienta a aplicação dos recursos. Ou seja, sabemos onde queremos ir e agora tem vento para nos levar”, completou o governador.

De acordo com Leite, a ação é possível graças às reformas estruturais que foram feitas no início da gestão. A partir disso, foi desenvolvido o Avançar, programa transversal que desde junho passou a organizar todas as ações com as quais o governo pretende acelerar o crescimento econômico e incrementar a qualidade da prestação de serviços à população. Já foram lançados os planos de investimento para transporte e logística, cultura, saúde e inovação, e agora chega a vez da educação.

Entre os três eixos do programa, o Avançar na Educação faz parte do Avançar para as Pessoas, que reúne ações com foco na prestação de serviços públicos nas áreas de saúde, educação, ação social, segurança e cultura. Os outros eixos são Avançar no Crescimento – apoio à atividade econômica, desonerações fiscais, logística e mobilidade –, e Avançar com Sustentabilidade, que engloba projetos nas áreas ambiental, de tecnologia e de inovação.

Segundo a secretária estadual da Educação, Raquel Teixeira, o Avançar na Educação tem foco na formação e valorização dos profissionais da área, considerando não só o efeito da pandemia, mas todas as habilidades que o mundo atual exige. “O plano de investimento que o atual governo do RS permite fazer tinha que ter dois eixos principais: pessoas e tecnologias. É o que o mundo de hoje pede, pois a tecnologia passa a ser apoio para a vida inteligente e produtiva, mas não adianta a tecnologia se os professores e os alunos não estiverem preparados para usufruir dela. Por isso, precisamos e vamos em busca de garantir a aprendizagem e qualidade de ensino para todos, de forma equânime e inclusiva”, afirmou Raquel.

O recurso de R$ 1,2 bilhão será destinado a obras de melhorias de infraestrutura física e tecnológica nas escolas da rede estadual, capacitação de profissionais e qualificação de programas como o Novo Ensino Médio, a reestruturação curricular do Ensino Médio, revisão dos cursos da Educação Profissional, entre outros.

O Avançar na Educação também pretende aprimorar os resultados obtidos por meio de indicadores de aprendizagem e dar continuidade ao Programa Aprende Mais, com foco na recuperação e aceleração do ensino.

Outra novidade do Avançar é o Agiliza RS, projeto que prevê o repasse extraordinário de R$ 228 milhões para a autonomia financeira das escolas de educação básica e profissional. Com o dinheiro em caixa, as próprias equipes diretivas das escolas poderão conduzir pequenos reparos, como troca de telhas, manutenção de rede elétrica, além de reformas em prédios.

Uma outra estratégia do programa Avançar na Educação envolve a criação das 56 chamadas “escola padrão” da rede estadual. Essas instituições receberão uma reformulação de seus espaços, adquirindo internet de alta velocidade e conectividade, salas de leitura e recursos, acessibilidade, e a padronização de espaços de convivência, como áreas esportivas, refeitórios, salas de professores, cozinha etc. Neste processo, a Arthur Damé foi a escolhida em Bagé.

INVESTIMENTOS

APRENDE MAIS: R$ 637,2 milhões
Para o programa de recuperação e aceleração da aprendizagem, incluindo:
• Formação e matrizes de referência, com a contratação de 4 mil profissionais (R$ 269,4 milhões);
• Bolsa Formação para os profissionais envolvidos no programa (R$ 154,7 milhões);
• Material didático para o desenvolvimento de materiais e formação (R$ 6,4 milhões);
• Acompanhamento e permanência, com busca ativa e acompanhamento dos estudantes (R$ 6,7 milhões);
• Bolsa Permanência para estudantes do Ensino Médio (R$ 180 milhões) e
• Realização do 4º Ano do Ensino Médio (R$ 20 milhões).

INVESTIMENTOS EM OBRAS E TECNOLOGIA: R$ 243 milhões
Para melhorar infraestrutura física e tecnológica, incluindo os seguintes itens:
• Laboratórios móveis com 30 chromebooks para todas as escolas da rede (R$ 128 milhões);
• Plano de Prevenção e Combate a Incêndio (PPCI) completo de 500 escolas (R$ 12,5 milhões);
• Adequação predial e tecnológica da Secretaria da Educação (Seduc) e coordenadorias regionais de educação - CRE (R$ 30 milhões);
• Implementação de 56 Escolas Padrão (R$ 72,5 milhões).

AGILIZA EDUCAÇÃO: R$ 228,1 milhões
Repasse extraordinário de Autonomia Financeira das Escolas da Educação Básica e da Educação Profissional, sendo que R$ 28 milhões já foram repassados no início do segundo semestre para apoio à retomada das aulas presenciais e mais R$ 200 milhões serão repassados nesta etapa para ações como manutenção elétrica, hidráulica e predial, e pequenas reformas de banheiros, refeitórios, cozinhas, salas de professores, nova pintura das escolas, novos portões e grades para dar mais segurança, entre outras.

ESCOLA DO AMANHÃ: R$ 59,3 milhões
Recurso para o Instituto de Educação Flores da Cunha, para conclusão da restauração do instituto e implementação do Centro de Desenvolvimento dos Profissionais da Educação e do Centro Gaúcho de Educação Mediada por Tecnologias (R$ 34,3 milhões) e do Museu Escola do Amanhã (R$ 25 milhões).

EDUCAÇÃO COM BASE EM EVIDÊNCIAS: R$ 27,8 milhões
Para aprimorar resultados dos indicadores de Permanência e Aprendizagem, incluindo Avaliação Formativa Bimestral, Sistema de Avaliação da Educação Básica no Estado do Rio Grande do Sul (Saers), Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa) e Plataforma Foco.

ESCOLA DA VIDA: R$ 8,3 milhões
O total será dividido da seguinte forma:
• R$ 7,3 milhões para implementação do Novo Ensino Médio, Educação Profissional e Iniciação Científica;
• R$ 500 mil para revisão dos Cursos da Educação Profissional; e
• R$ 500 mil para a consolidação do Referencial Curricular Gaúcho do Ensino Fundamental.

 

 

 

Galeria de Imagens
Leia também em Região
PLANTÃO 24 HORAS

(53) 999719480

jornal@minuano.urcamp.edu.br
SETOR COMERCIAL

(53) 3242.7693

jornal@minuano.urcamp.edu.br
CENTRAL DO ASSINANTE

(53) 3241.6377

jornal@minuano.urcamp.edu.br