MENU

Identifique-se!

Se já é assinante informe seus dados de acesso abaixo para usufruir de seu plano de assinatura. Utilize o link "Lembrar Senha" caso tenha esquecido sua senha de acesso. Lembrar sua senha
Área do Assinante | Jornal Minuano | O jornal que Bagé gosta de ler

Ainda não assina o
Minuano On-line?

Diversos planos que se encaixam nas suas necessidades e possibilidades.
Clique abaixo, conheça nossos planos e aproveite as vantagens de ler o Minuano em qualquer lugar que você esteja, na cidade, no campo, na praia ou no exterior.
CONHEÇA OS PLANOS

Urcamp

HU amplia capacidade de testagem para covid-19 e por preços mais acessíveis

Em 15/05/2021 às 08:00h
Yuri Cougo Dias

por Yuri Cougo Dias

HU amplia capacidade de testagem para covid-19 e por preços mais acessíveis | Urcamp | Jornal Minuano | O jornal que Bagé gosta de ler
Equipamento detecta a presença do vírus biologicamente - Foto: Jeferson Vainer

A partir da inserção de uma nova metodologia, que prima por um resultado mais preciso, o Hospital Universitário Dr. Mário Araújo, mantido pela Fundação Attila Taborda, ampliou ainda mais o trabalho de testagem de pacientes suspeitos com covid-19 em Bagé e região. Com diagnósticos rápidos, as ações de enfrentamento ao vírus passam a ganhar mais agilidade. E tudo isso por um preço mais acessível, de modo que a comunidade consiga ser beneficiada. Assim, a instituição cumpre ainda mais seu papel de desenvolvimento e cuidado com a região da Campanha.

O serviço oferecido pelo HU é o de exames RT-PCR, pela máquina Qianquant. Trata-se de um equipamento de biologia molecular que permite realizar testes em uma escala maior. Com as atualizações feitas na capacidade, a instituição passa a oferecer os seguintes valores: PCR (laudo entregue em até 24 horas), de R$ 270 para R$ 160; e PCR Express (em até  às 20 horas do mesmo dia), por R$ 280.

O equipamento está diariamente disponível para exames particulares e convênios, além de ser disponibilizado para funcionários e professores da Urcamp e Hospital Universitário, a partir de encaminhamento médico em consulta realizada no local.

Sensibilidade no diagnóstico

Professor da Urcamp e Responsável Técnico do Laboratório de Pesquisa em Biologia Molecular, Rafael Reis afirma que a tecnologia, até então inédita na região, possibilita um crescimento muito grande, também, na escala de pesquisas. “É uma tecnologia de ponta que está presente em grandes centros e possibilita um diagnóstico de ótima qualidade, de forma mais sensível. Trata-se de um equipamento que possui a capacidade de aumentar o número de pacientes. Antes, eram em torno de quatro testes por hora. Agora, 96 por hora. É um exame que possibilita alcançar um número maior de pessoas, por um custo mais baixo e com alta capacidade de testagem”, ressalta.

Além do Qiaquant, o Hospital Universitário também conta com o Gene Xpert, equipamento de Biologia Molecular que pode realizar uma ampla gama de testes genéticos e moleculares, desde determinar risco genético de trombose, identificação de mutações de doenças hematológicas, genes de resistência a antibióticos até identificação precoce de tuberculose e detecção de diversos vírus respiratórios como Influenza e Vírus Sincicial Respiratório entre outros testes.

Professora da Urcamp, a farmacêutica e bioquímica, Cintia Ambrozio comenta que o principal diferencial dos testes que são feitos em equipamentos de biologia molecular, em relação aos testes rápidos, é a sensibilidade. “Ele detecta a presença do vírus de pequenas quantidades do material genético do vírus. Embora os demais também sejam feitos com coleta SWAB nasal, este possibilita uma segurança maior. Inclusive, há até alguns lugares e aeroportos só aceitam RT- PCR. Não pesquisamos Antígenos (Pedaços do vírus) pesquisamos o material genético do vírus que específico de cada organismo. em si”, salienta.

Nesse contexto, um dos exemplos que pode ser citado é o do Uruguai. Ambos os exames realizados no HU são os únicos na região da Campanha que autorizam brasileiros a acessarem o Uruguai, como para quem viaja por Aceguá. Na atualidade, quem deseja ingressar no país precisa seguir um protocolo rígido, que inclui desde a apresentação de um certificado de teste RT-PCR negativo realizado 72 horas antes da viagem, o qual passa por avaliação, e, na sequência, um período de isolamento de sete dias. E somente após uma nova avaliação é que determinará quem poderá ou não circular pelas ruas uruguaias.

Hospital tem precisão no Programa

O equipamento disponível no HU participa do Programa Nacional do Controle de Qualidade (PNCQ), realizado pela Sociedade Brasileira de Análises Clínicas (SBAC). Em abril, o laboratório do Hospital Universitário foi submetido a uma avaliação mensal.

E o HU acertou o resultado de todas as amostras que foram enviadas pelo PNCQ. Na prática, o órgão envia amostras e o laboratório fica designado a constatar se é positivo ou não para o vírus. Nisso, o HU foi totalmente preciso, comprovando, assim, a qualidade da metodologia utilizada.

Como funciona o procedimento

A coleta ocorre no período das 8h às 12h, de forma pré-agendada, por meio de um aplicativo específico. A coleta é realizada através da introdução de um swab na nasofaringe (“cotonete no nariz”), o qual é posteriormente inserido em um líquido especial denominado meio de cultura viral, que possui a finalidade de manter a estabilidade da amostra até a realização do exame.

O exame deve ser realizado entre o 2º e 6º dia após o início dos sintomas, sendo preferencialmente coletado entre o 3° e o 5° dia. Em se tratando de contato com alguém conhecidamente positivo para Covid-19, o período da coleta deverá ser avaliado pelo médico.

O agendamento é realizado mediante aplicativo (ver link: https://app.acuityscheduling.com/schedule.php?owner=21301062&appointmentType=18527354), não exigindo preparações pré-coleta. Também há a disponibilidade do WhatsApp e telefone: (53) 999930455.

Galeria de Imagens
Leia também em Urcamp
PLANTÃO 24 HORAS

(53) 999719480

jornal@minuano.urcamp.edu.br
SETOR COMERCIAL

(53) 3242.7693

jornal@minuano.urcamp.edu.br
CENTRAL DO ASSINANTE

(53) 3241.6377

jornal@minuano.urcamp.edu.br