MENU

Identifique-se!

Se já é assinante informe seus dados de acesso abaixo para usufruir de seu plano de assinatura. Utilize o link "Lembrar Senha" caso tenha esquecido sua senha de acesso. Lembrar sua senha
Área do Assinante | Jornal Minuano | O jornal que Bagé gosta de ler

Ainda não assina o
Minuano On-line?

Diversos planos que se encaixam nas suas necessidades e possibilidades.
Clique abaixo, conheça nossos planos e aproveite as vantagens de ler o Minuano em qualquer lugar que você esteja, na cidade, no campo, na praia ou no exterior.
CONHEÇA OS PLANOS

Estado

Filme sobre João Simões Lopes Neto em carreira internacional

Em 29/06/2022 às 14:10h
Melissa Louçan

por Melissa Louçan

Filme sobre João Simões Lopes Neto em carreira internacional | Estado | Jornal Minuano | O jornal que Bagé gosta de ler
Vagner Vargas como Simões Lopes Neto e Melpomene Foto: Divulgação

Após receber o Prêmio Especial do Júri e a Menção de Honra no Latino & Native American Film Festival (LANAFF), este ano, nos Estados Unidos da América (EUA), pela sensibilidade de sua história e qualidade das atuações do elenco, o filme gaúcho “A Última Morada de João Simões Lopes Neto” acaba de ser selecionado a dois festivais de cinema relacionados a importantes estúdios e profissionais do mercado cinematográfico internacional.

Apesar de nunca ter sido selecionado pelos comitês e curadorias dos festivais de cinema do Rio Grande do Sul, este filme tem chamado a atenção, sido premiado e reconhecido em importantes festivais no Brasil e no exterior. Neste sentido, dando continuidade ao seu sucesso internacional, a obra de ficção que traz o escritor João Simões Lopes Neto como protagonista, foi selecionada para o Lift-Off Sessions Film Festival. A primeira etapa deste festival ocorre ao longo do mês de julho de 2022, por meio de suas plataformas online. Posteriormente, haverão sessões presenciais, em simultâneo, no Pinewood Studios, no Reino Unido, onde está a base do festival e nos Raleigh Studios, em Hollywood.

O Lift-Off Sessions (@liftoffglobalnetwork) é uma vitrine online, dedicada a trazer novas audiências para o mercado de filmes indie, terminando com a exibição anual ao vivo. Cada filme será exibido por 2 semanas, via Vimeo On Demand, podendo receber votos e comentários do público em geral, que contribuirão para a divulgação posterior deles. Desse modo, o filme protagonizado pelo ator Vagner Vargas que personifica o famoso escritor pelotense, ao ser incluído no seleto grupo de produções cinematográficas internacionais deste festival, passa a transitar pelos profissionais de importantes estúdios de cinema do Reino Unido e de Hollywood.

Com certeza, este é um feito raro às produções cinematográficas de nossa região, especialmente, por se tratar de um filme independente, feito sem apoio e fomento de nenhuma instituição pública ou privada. Isto reflete a dificuldade que produções independentes têm em acessar às fontes de fomento artístico. Mas, por outro lado, ressalta que o talento dos artistas gaúchos e a qualidade do seu trabalho podem chamar a atenção de importantes profissionais do mercado cinematográfico internacional.

Este fato ressalta a necessidade de que o acesso às fontes de fomento cultural no RS seja cada vez mais democrático e com regras que não privilegiem profissionais ligados às estruturas de algumas instituições, para possibilitar que os artistas em geral possam dispor de mais condições financeiras para desenvolverem seus projetos, terem dignidade enquanto categoria profissional e potencializar o alcance de seus trabalhos. O exemplo do filme “A Última Morada de João Simões Lopes Neto” e os esforços hercúlicos que seus feitos têm alcançado ao redor do mundo se destacam pela qualidade dos artistas envolvidos nesta produção.

Entretanto, devemos estar atentos que, se este filme tivesse tido investimentos financeiros, maior estrutura técnica e apoio para sua realização, suas conquistas seriam ainda maiores, levando sempre não apenas os nomes dos profissionais envolvidos, mas um pouco da história e da cultura de Pelotas e do RS. Além disso, “A Última Morada de João Simões Lopes Neto” também foi selecionado para a terceira edição do Paus Premieres Festival 2022 Official Selection (@paus.tv), a ser realizado por meio de sua plataforma de internet e Apps, criadas para viabilizar a reprodução de conteúdos audiovisuais on-demand ou exibições de filmes independentes e/ou indie. Este festival ocorrerá ao longo do outono e inverno na Europa, uma vez que sua sede física está localizada na cidade de Manchester, Inglaterra. As primeiras edições deste festival atingiram mais de 30 mil espectadores em cada uma delas, o que revela o grande impacto deste festival não apenas no Reino Unido, mas em todo o Globo, já que a visualização dos filmes pode ser feita em qualquer país. Este fato ressalta a importante possibilidade de a obra filmada em Pelotas ser assistida por um número expressivo de pessoas ao redor do mundo. Isto também significa que, em certa instância, por meio deste filme, um pouco da história e cultura gaúcha chegarão a públicos geograficamente distantes.

O Paus Premieres Festival já exibiu filmes que apresentaram estrelas como Sir Ian McKellen, David Tennant, Kate Heron, Sophia Di Martino, Russell Tovey e Conleth Hill (para citar alguns); trabalhos de vencedores do prêmio BAFTA e diretores indicados ao Oscar, além de receber cobertura da imprensa do Screen Daily, Business Insider, IBC Daily e muitos outros. Os filmes que fazem parte deste festival passam a ser oferecidos à apreciação dos profissionais dos grandes estúdios de cinema da Europa e Estados Unidos, assim como aos curadores das maiores plataformas de streamings atuais. Com isso, este filme pelotense passa a ter a possibilidade de atingir um público internacional maior ainda do que vem alcançando ao longo dos festivais de cinema que vem participando pelo mundo. Além disso, a obra sobre o escritor João Simões Lopes Neto, produzida por artistas gaúchos, passa a figurar entre importantes trabalhos do mercado cinematográfico mundial.

Com roteiro de Manoel Magalhães e dirigido por Márcio Kinzeski, este filme já esteve em diversos festivais de cinema no ano de 2021, tais como: RIMA (Rio International Monthly Awards), Make Art Not Fear Film Festival, Horror Unleashed Short Film Festival (Portugal), Festival de Cinema de Alter do Chão, 6º Santos Film Festival – Festival Internacional de Cinema de Santos, FELITE – Festival Literatura em Tela, Mostra Junho Fantástico/Mostra [Em]Curtas, MICINE ON – Mostra Independente de Cinema do Nordeste, Festival de Cinema Se Mostra/SP. A produção pelotense já começou o ano de 2022, com as participações no Kalakari Film Festival (Índia) e premiação no LANAFF (EUA). Além disso, “A Última Morada de João Simões Lopes Neto” também recebeu indicações e premiações em outros festivais de cinema, como por exemplo, no Horror Unleashed Short Film Festival, em que foi semifinalista ao Prêmio de Melhor Filme. Já no RIMA 2021 (@rimawards) recebeu os seguintes destaques: Prêmio de Melhor Ator (Vagner Vargas), Prêmio de Melhor Roteiro (Manoel Magalhães), Prêmio de Melhor Figurino (Gê Fonseca e Andrea Terra). Além das seguintes indicações aos prêmios de: Melhor Filme, Melhor Cartaz, Melhor Direção (Márcio Kinzeski), Melhor Maquiagem e  Caracterização (Gutto Pereira). Além destes prêmios, o ator Vagner Vargas e o roteirista Manoel Magalhães também foram indicados aos prêmios Best of the Year, do RIMA 2021, em suas respectivas categorias.

O sucesso internacional deste filme também é garantido pelo seu elenco, que conta com Vagner Vargas, Roberta Pires Rangel, Hakeen Mhucale e Clemente Viscaino, dando vida a importantes personagens que propõem reflexões e traçam relações com as obras de João Simões Lopes Neto. Como dito acima, mesmo sendo premiado e muito elogiado em outras regiões de nosso país e no exterior, este filme ainda não mereceu atenção das comissões de seleção dos festivais de cinema realizados no Sul do Brasil. Talvez, o que chame a atenção destes curadores dos festivais de cinema locais, não vá ao encontro do que os profissionais do mercado cinematográfico internacional têm identificado no trabalho dos artistas gaúchos envolvidos neste filme.

Desse modo, o filme sobre o importante escritor gaúcho ganha o mundo, mas ainda não pode ser visto pelo público em geral do seu Estado de origem. Coincidências ou não, também podemos refletir sobre este tipo de situação ao assistirmos à história contada em “A Última Morada de João Simões LopesNeto”, verificando como este artista pelotense foi tratado pela sociedade a seu tempo e como hoje em dia trata seus artistas locais.

Galeria de Imagens
Leia também em Estado
PLANTÃO 24 HORAS

(53) 99971-9480

jornal@minuano.urcamp.edu.br
SETOR COMERCIAL

(53) 3242.7693

jornal@minuano.urcamp.edu.br
CENTRAL DO ASSINANTE

(53) 3241.6377

jornal@minuano.urcamp.edu.br