MENU

Identifique-se!

Se já é assinante informe seus dados de acesso abaixo para usufruir de seu plano de assinatura. Utilize o link "Lembrar Senha" caso tenha esquecido sua senha de acesso. Lembrar sua senha
Área do Assinante | Jornal Minuano | O jornal que Bagé gosta de ler

Ainda não assina o
Minuano On-line?

Diversos planos que se encaixam nas suas necessidades e possibilidades.
Clique abaixo, conheça nossos planos e aproveite as vantagens de ler o Minuano em qualquer lugar que você esteja, na cidade, no campo, na praia ou no exterior.
CONHEÇA OS PLANOS

Estado

Secretaria confirma primeiro caso da varíola do macaco no Rio Grande do Sul

Em 13/06/2022 às 07:15h

por Redação JM

Secretaria confirma primeiro caso da varíola do macaco no Rio Grande do Sul | Estado | Jornal Minuano | O jornal que Bagé gosta de ler
Estado tem primeiro caso confirmado de Monkeypox / Foto: Dado Ruvic/EBC

A Secretaria da Saúde (SES) recebeu do Ministério da Saúde, a confirmação do primeiro caso da varíola do macaco (chamada de monkeypox) no Rio Grande do Sul. O resultado foi confirmado laboratorialmente por RT-PCR ontem, pelo Instituto Adolf Lutz de São Paulo (IAL/SP). O caso, que estava em monitoramento desde o dia 27 de maio, trata-se de um homem que encontra-se em viagem a Porto Alegre.

O homem procurou atendimento médico no último dia 19 e novamente no dia 23 de maio. Paciente desconhece contato com pessoas em Portugal que sejam confirmadas ou suspeitas para a doença varíola do macaco até o presente momento e relata melhora parcial das queixas citadas com tratamento instituído. O paciente esta evoluindo bem e segue em isolamento em domicilio junto com os seus contatos e está sendo monitorado pela Secretaria de Saúde do Estado.

As medidas de controle foram adotadas de imediata como isolamento e rastreamento de contatos em voo internacional com o apoio da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Estão em investigação os contatos para orientações e monitoramento. O CIEVS Nacional, unidade operacional do Ponto Focal do Regulamento Sanitário Internacional (PFRSI) da Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS) do Ministério da Saúde já realizou a notificação a Organização Mundial de Saúde (OMS) no cumprimento do regulamento.

A Secretaria Estadual de Saúde segue em articulação direta com a Secretaria Municipal de Saúde de Porto Alegre e com Ministério da Saúde, por meio da Sala de Situação de Monkeypox e do CIEVS Nacional, para monitoramento do caso e rastreamento dos contados e informa que todas as medidas de contenção e controle foram adotadas desde a notificação.

Ao total o Brasil possui três casos confirmados, sendo dois em São Paulo e um no Rio Grande do Sul. Estão em investigação seis casos suspeitos. Todos seguem em isolados e em monitoramento.

Varíola dos macacos
Recentemente, casos de infecção do vírus têm sido relatados em Portugal, Espanha, Inglaterra e Estados Unidos. Até pouco tempo, todos casos fora da África eram casos importados de viajantes recentes à República Democrática do Congo ou à Nigéria. Os casos reportados em maio de 2022 são os primeiros casos autóctones, cuja via de transmissão ainda não se tem estabelecida ao certo.

O Monkeypox virus, embora seja conhecido por causar a “varíola do macaco” ou “varíola símia”, é um vírus que infecta roedores na África, e macacos são provavelmente hospedeiros acidentais, assim como o homem. A infecção possui sintomas bem similares à varíola humana, porém com baixas taxas de transmissão e de letalidade.

Galeria de Imagens
Leia também em Estado
PLANTÃO 24 HORAS

(53) 99971-9480

jornal@minuano.urcamp.edu.br
SETOR COMERCIAL

(53) 3242.7693

jornal@minuano.urcamp.edu.br
CENTRAL DO ASSINANTE

(53) 3241.6377

jornal@minuano.urcamp.edu.br