MENU

Identifique-se!

Se já é assinante informe seus dados de acesso abaixo para usufruir de seu plano de assinatura. Utilize o link "Lembrar Senha" caso tenha esquecido sua senha de acesso. Lembrar sua senha
Área do Assinante | Jornal Minuano | O jornal que Bagé gosta de ler

Ainda não assina o
Minuano On-line?

Diversos planos que se encaixam nas suas necessidades e possibilidades.
Clique abaixo, conheça nossos planos e aproveite as vantagens de ler o Minuano em qualquer lugar que você esteja, na cidade, no campo, na praia ou no exterior.
CONHEÇA OS PLANOS

Estado

Programa prevê até 100 leitos pediátricos de UTI com suporte à distância

Em 25/05/2022 às 16:52h

por Redação JM

Programa prevê até 100 leitos pediátricos de UTI com suporte à distância | Estado | Jornal Minuano | O jornal que Bagé gosta de ler
Estado tem atualmente 256 leitos pediátricos | Foto: Divulgação/Ascom SES

Para atender a demanda hospitalar de emergências pediátricas, o Governo do Estado tem um plano de contigência que prevê a expansão da capacidade de atendimento com a qualificação de até 100 leitos pediátricos intensivos com suporte à distância. A medida visa atender a demanda pelo serviço nos meses de outono e inverno.

Atualmente, o Rio Grande do Sul tem 256 leitos pediátricos em Unidades de Tratamento Intensivo (UTIs), sendo 186, pelo Sistema Único de Saúde (SUS). O Plano de Contingência Pediátrico proposto pela Secretaria da Saúde (SES) estabelece quatro níveis de gravidade e respectivas ações a serem desencadeadas.

O diretor do departamento de Regulação Estadual, Eduardo Elsade, explicou que o programa, anunciado na terça-feira, dia 24, não visa a criação de novos leitos. O objetivo, disse, é utilizar leitos já existentes que contam com suporte técnico à distância para atender como um leito intensivo.

Para dar suporte a esses serviços nos hospitais sem UTI, a equipe médica do local contará com o apoio por telemedicina com um médico intensivista pediátrico, que discutirá os casos por chamadas de telefone e vídeo, determinando as ações a serem adotadas no acompanhamento do paciente.

Segundo a secretária da Saúde, Arita Bergmann, o uso da ferramenta para dar suporte pode evitar a transferência de pacientes. “Com isso podemos até impedir que seja realizada uma transferência da criança para outro hospital de maior porte, quando, com esse suporte, ela pode ter o atendimento no mesmo local onde já está”, afirmou.

Galeria de Imagens
Leia também em Estado
PLANTÃO 24 HORAS

(53) 99971-9480

jornal@minuano.urcamp.edu.br
SETOR COMERCIAL

(53) 3242.7693

jornal@minuano.urcamp.edu.br
CENTRAL DO ASSINANTE

(53) 3241.6377

jornal@minuano.urcamp.edu.br