MENU

Identifique-se!

Se já é assinante informe seus dados de acesso abaixo para usufruir de seu plano de assinatura. Utilize o link "Lembrar Senha" caso tenha esquecido sua senha de acesso. Lembrar sua senha
Área do Assinante | Jornal Minuano | O jornal que Bagé gosta de ler

Ainda não assina o
Minuano On-line?

Diversos planos que se encaixam nas suas necessidades e possibilidades.
Clique abaixo, conheça nossos planos e aproveite as vantagens de ler o Minuano em qualquer lugar que você esteja, na cidade, no campo, na praia ou no exterior.
CONHEÇA OS PLANOS

Cidade

Acampamento de trailers e motorhomes chama atenção na Festa do Churrasco

Em 14/05/2022 às 08:20h
Melissa Louçan

por Melissa Louçan

Acampamento de trailers e motorhomes chama atenção na Festa do Churrasco | Cidade | Jornal Minuano | O jornal que Bagé gosta de ler
Cadaval viajou grande parte do país e América Latina com a família Foto: Felipe Valduga

Acampar durante a Festa do Churrasco já é uma tradição entre muitas famílias bajeenses. Neste ano, contudo, o acampamento ganhou um novo contorno. No lugar de barracas, rodas e motores. Uma caravana de motorhomes e trailers chegou na tarde de quinta-feira ao Parque do Gaúcho para participar da tradicional festividade a céu aberto.

É o caso do casal Ademir Urrutia Caldas e Ana Cleni da Cunha. Adeptos da vida sobre rodas, são integrantes do grupo Costa Doce de Motorhome e Trailer, que organizou a vinda das “peças” (como são chamados os veículos). Moradores de Pelotas, visitam frequentemente a cidade - mas esta é a primeira vez que participam da Festa do Churrasco e conhecem o Parque.

A bordo do veículo Renault Master adaptado, chegaram na tarde de quinta-feira. Quando a reportagem os encontrou, recém-chegados, estavam organizando o espaço e abastecendo o tanque de água, que atende as necessidades da cozinha e banheiro do automóvel - uma rotina que inclui contar com a parceria entre os colegas de caravana, que fazem adaptações em mangueiras para ligarem os pontos de água a todos os veículos. Outra ação feita logo durante a chegada é identificar os pontos de luz. São rotinas que todo amante de motorhome e da vida aventureira já conhecem.

Eles contam que o movimento cresceu, principalmente, durante a pandemia, quando se tornou uma maneira mais segura de viajar com a família, já que garante autonomia para os viajantes, com local para dormir e fazer as refeições, sem necessidade de contato com outras pessoas.

E foi justamente essa mobilização crescente do movimento de trailers e motorhomes que criou uma demanda a que os municípios estão se adaptando. Em Bagé, por exemplo, a estrutura encontrada no Parque do Gaúcho ainda é considerada primária, com poucos pontos de luz e água. Contudo, o casal define que é uma questão de tempo até que os locais passem a contar com melhor estruturação para atender este tipo de turismo. “É uma coisa relativamente nova, os municípios estão se adaptando aos poucos, entendendo que é uma forma de desenvolver o turismo”, explica Ana Cleni.

Outro visitante debutando no Parque é Gilberto Cadaval. Natural de Rio Grande, ele viaja a bordo de seu motorhome modelo Santo Inácio por todo o país e, inclusive, com incursões pela América Latina. Também integrante do grupo Costa Doce, além do grupo Roda Mundo e Associação Nacional de Campistas - ANaCamp.

Apesar do movimento ter ganhado maior força nos últimos anos, Cadaval é da “velha guarda”, com mais de 30 anos de estrada, tendo passado por vários modelos diferentes de automóvel, mas prezando sempre pelo conforto para a família e a autossustentabilidade.

Inclusive, a questão da sustentabilidade foi uma dificuldade encontrada por ele no Parque do Gaúcho. Uma sugestão que deixa para uma próxima aventura pelo local é a instalação de pontos de descarga para água com detritos - a água utilizada para higiene e cozinha pode ser descartada de forma mais simples, já que não apresenta mau cheio ou grande teor de sujeira. Já as águas com detritos - oriundas do uso do sanitário - requerem certos cuidados para descarte. “O ideal seriam alguns pontos específicos para esse tipo de descarga. Sabemos que não polui o meio ambiente, mas gostamos de ser cuidadosos em relação a isto. Pequenos pontos de descarte sanitário seriam ideais”, comenta.

Enquanto no exterior contam com toda a agitação da festa, com cinco toneladas de carne assando em diferentes pontos do Parque, além da programação artística, dentro dos veículos encontram familiaridade e conforto, que não deixam nada a dever para uma casa. O motorhome de Cadaval, por exemplo, tem dois quartos - um deles acima da cabine de direção - sala de estar/jantar, duas cozinhas (uma interna e outra externa), banheiro e chuveiro, além de ser equipado com três televisores com canais por satélite, ar condicionado, lavanderia e churrasqueira elétrica.

O conforto permite que Cadaval realize viagens de meses. Agora, inclusive, o aposentado vinha de uma viagem longa a Minas Gerais. Mas já viajou por grande parte do norte e nordeste, apesar de ter um grande amor pela América do Sul. "Para nós, que somos de Rio Grande, muitas vezes é mais fácil visitar os países vizinhos do que subir para o norte do país", explica.

Turismo movimenta Festa após dois anos de hiato

Durante o final de semana, são esperadas mais de 30 mil pessoas no Parque do Gaúcho, participando da 17ª edição da Festa do Churrasco. Com grande mobilização e divulgação por todo o Estado, a festa conta com uma grande quantidade de visitantes de Santa Maria, Livramento, Rosário, São Gabriel, Porto Alegre, Eldorado do Sul, Rio Grande, Pelotas, além de Melo, no Uruguai.

A coordenadora de eventos da Secretaria de Cultura e Turismo, Anacarla Flores, destaca que há uma grande mobilização de visitantes, não apenas na caravana de trailers e excursões, mas também de visitantes independentes, que estão acampados no Parque para participar da Festa Campeira. Além disso, há muitos expositores de outros municípios, assim como representantes de seis prefeituras da região. “É uma forma de intercâmbio através do turismo”, destaca Anacarla.

Programação do final de semana

Inicia, neste sábado, o Concurso Regional do Melhor Assado e Acompanhamentos, com as modalidades de melhor assado, nas categorias de costela bovina, carne ovina e melhor churrasco de acampamento; e acompanhamentos para churrasco, nas categorias de carne ovina salgado, carne ovina agridoce, carne bovina salgado e carne bovina agridoce.

Já em relação à programação artística, neste sábado, a partir das 18h, no Pavilhão de Eventos, tem Juliana Spanevello, Grupo Estilo Fronteira, Capitão Faustino, Lipe Araújo, além de duas atrações internacionais: Grupo Latidos, do Uruguai, e Escuela de Danza Folklorica Pampa Gaúcho, também do Uruguai.

A 17ª Festa do Churrasco encerra no domingo, ao som de Augusto Camargo, Grupo Os Quatro irmãos, César Oliveira e Rogério Melo e Joca Martins.

Galeria de Imagens
Leia também em Cidade
PLANTÃO 24 HORAS

(53) 99971-9480

jornal@minuano.urcamp.edu.br
SETOR COMERCIAL

(53) 3242.7693

jornal@minuano.urcamp.edu.br
CENTRAL DO ASSINANTE

(53) 3241.6377

jornal@minuano.urcamp.edu.br