MENU

Identifique-se!

Se já é assinante informe seus dados de acesso abaixo para usufruir de seu plano de assinatura. Utilize o link "Lembrar Senha" caso tenha esquecido sua senha de acesso. Lembrar sua senha
Área do Assinante | Jornal Minuano | O jornal que Bagé gosta de ler

Ainda não assina o
Minuano On-line?

Diversos planos que se encaixam nas suas necessidades e possibilidades.
Clique abaixo, conheça nossos planos e aproveite as vantagens de ler o Minuano em qualquer lugar que você esteja, na cidade, no campo, na praia ou no exterior.
CONHEÇA OS PLANOS

Esportes

"Administrarei o Bagé com punhos de ferro”, destaca Sabella

Em 08/01/2022 às 13:50h
Yuri Cougo Dias

por Yuri Cougo Dias

Mandatário treinou clube em 2021 - Foto: Yuri Cougo Dias

Por unanimidade entre os presentes, Pedro Trindade Martins (Sabella) foi eleito presidente do Grêmio Esportivo Bagé para 2022, em assembleia realizada na noite de quarta-feira, 5, no salão do estádio Pedra Moura. Na empreitada, terá como vice o ex-mandatário Rafael Alcalde; como secretária, Mareci da Silva e Silva; tesoureira, Sandra Bittencourt Ruas; diretor de futebol, Márcio Mesquita, e supervisora de Futebol, Luisy Ferraz.

A decisão é surpreendente pelo fato de Sabella ter presidido, em outras ocasiões, o rival Guarany. Ser presidente dos dois é algo que nunca aconteceu na rivalidade Ba-Gua e e em nenhuma do Rio Grande do Sul. Portanto, trata-se de uma primazia no Rio Grande do Sul e, até o momento, desconhece-se que isso tenha ocorrido em outra rivalidade pelo país. Fato, aliás, que pode ser motivo de colaboração, caso algum leitor atento saiba de um episódio similar em outro estado.

Entretanto, a presença de Sabella, no Pedra Moura, não é nenhuma novidade. Além de já ter tido passado, em outras temporadas, como preparador físico, o mandatário eleito teve forte participação na rotina do clube, em 2021. Primeiramente, como Gerente de Futebol. Depois, com a saída de Fabiano Daitx, trabalhou como técnico interino na Copinha, ao qual embalou cinco vitórias consecutivas e chegou até as quartas de final, tendo sido eliminado para o Novo Hamburgo.

Dessa forma, Sabella envolveu-se com o clube e assumiu o protagonismo num momento de dificuldades em que, além da queda para a Terceirona devido à perda de 12 pontos no tribunal, também passa por uma série de pendências financeiras e divergências internas. “Vou administrar o clube com punhos de ferro. Valorizar cada R$ 10 que entra dos sócios e torcedores, tudo para quitar acordos com jogadores de 2021, ações trabalhistas e firmar acordos. Chamar a nação jalde-negra para dentro do estádio”, enfatiza.

Sobre o investidor

Durante a assembleia, Sabella teceu várias declarações sobre a preocupação com uma reestruturação financeira do clube. E dentro desse contexto, falou sobre a presença de investidores para fazer futebol. “Não sou contra investidor de fora. Sou contra quem quer mandar no clube. Após o rebaixamento à Terceirona, fiquei com 12 jogadores, muitos que não eram titulares. Mais oito meninos da base e fomos para as quartas de final, lutando até o fim. Caímos na Divisão de Acesso porque tínhamos vários jogadores malandros, que só se preocupavam em beber”, dispara.

Gramado e bar temático

Para marcar o início da gestão, Sabella já tem duas ações em fase de operação. A primeira é o gramado do estádio Pedra Moura, que foi interditado por 45 dias para revitalização. E a segunda é o bar temático, cujo espaço está sendo reestruturado. Inclusive, já está marcada a reinauguração para a próxima sexta-feira, com presença de músicos locais. “Nós precisamos de todos, de gente que gosta do Bagé. Minha missão é conquistar aqueles que duvidam de mim. E eu vou desfazer essa dúvida com muito trabalho”, finaliza. Assim, o ex-mandatário do Guarany tem a missão de reconduzir, aos bons momentos, o Bagé, clube que contém 101 anos de história.

Supervisora de futebol e o protagonismo feminino

Com a definição de Luisy Ferraz, o Bagé passa a ser o único clube no Rio Grande do Sul com uma mulher no cargo de supervisora de futebol. Basicamente, a função tem como propósito cuidar de aspectos burocráticos, contratuais e demais questões que envolvem os trâmites do dia a dia do futebol.

Luisy entrou no clube em 2015, como assessora de imprensa. Desde então, também acumulou funções de secretária, atendente do bar e diretora. Em 2020, quando Darlan Berneira esteve no clube, aprendeu e elaborar os contratos dos atletas, bem como lidar com os documentos da Federação Gaúcha de Futebol (FGF). Com o cancelamento da Divisão de Acesso devido à pandemia, Luisy trabalhou, por exemplo, nas rescisões dos jogadores.

“Pra mim é motivo de muito orgulho. Ainda existe muito preconceito no mundo futebol, com o fato de ter uma mulher ocupando um cargo. Mas como eu tenho amizade com muitos atletas que estão no clube, além de existir respeito entre eles por mim e eu por eles, fui convidada para este desafio. Que seja o que Deus quiser. Isso mostra para muitas mulheres que temos o direito de entrar no estádio, como diretora, torcedora ou qualquer coisa”, finaliza.

Galeria de Imagens
Leia também em Esportes
PLANTÃO 24 HORAS

(53) 99971-9480

jornal@minuano.urcamp.edu.br
SETOR COMERCIAL

(53) 3242.7693

jornal@minuano.urcamp.edu.br
CENTRAL DO ASSINANTE

(53) 3241.6377

jornal@minuano.urcamp.edu.br