MENU

Identifique-se!

Se já é assinante informe seus dados de acesso abaixo para usufruir de seu plano de assinatura. Utilize o link "Lembrar Senha" caso tenha esquecido sua senha de acesso. Lembrar sua senha
Área do Assinante | Jornal Minuano | O jornal que Bagé gosta de ler

Ainda não assina o
Minuano On-line?

Diversos planos que se encaixam nas suas necessidades e possibilidades.
Clique abaixo, conheça nossos planos e aproveite as vantagens de ler o Minuano em qualquer lugar que você esteja, na cidade, no campo, na praia ou no exterior.
CONHEÇA OS PLANOS

Empreendedor

Fecomércio projeta bom desempenho em vendas para o Dia das Crianças

Em 05/10/2021 às 12:25h
Melissa Louçan

por Melissa Louçan

Fecomércio projeta bom desempenho em vendas para o Dia das Crianças | Empreendedor | Jornal Minuano | O jornal que Bagé gosta de ler
Data é aguardada com boas expectativas pelo varejo Foto: ArquivoJM

As vendas do Dia das Crianças devem se manter no mesmo patamar nominal de outubro de 2020, segundo avaliação da Fecomércio-RS. Em termos reais, isto é, descontando a inflação dos produtos tipicamente comprados nesta data, o Dia das Crianças de 2021 deve ter uma queda real de 3%. Contribuem para este cenário a persistência do desemprego, aumento de preços de produtos essenciais como alimentação, energia elétrica e combustível, a alta dos juros, a queda na renda real e a redução da população de crianças no Rio Grande do Sul. Além disso, a base de comparação para a data – outubro de 2020 – é considerada elevada, já que, apesar da pandemia, no ano passado, as vendas do período foram 10,4% superiores (em termos nominais) ao registrado em outubro de 2019 considerando os itens tipicamente adquiridos para a data. Entre os presentes que devem ficar entre os mais procurados estão os brinquedos; entretanto, vestuário, calçados e eletrônicos também devem ser impactados. 

Apesar da retomada das atividades e do aumento da circulação de pessoas estimular o consumo, os comerciantes devem se preparar para receber um consumidor cauteloso diante das incertezas econômicas, alerta o presidente da Fecomércio-RS, Luiz Carlos Bohn. Apesar da geração de vagas no mercado de trabalho formal, as pessoas com menor renda ainda são as mais afetadas pela falta de emprego e queda da renda real, e justamente são essas as famílias que concentram o maior número de crianças.

Entre as estratégias sugeridas para encarar as adversidades do momento econômico e enfrentar a concorrência, o presidente da Fecomércio-RS ressalta a importância de focar no atendimento: “Os negócios de menor porte devem intensificar a sua atuação multicanal. É fundamental ter uma presença no meio digital para facilitar o acesso do consumidor ao negócio e dar a ele o que de melhor uma pequena empresa pode dar ao seu cliente: um atendimento personalizado. Isso faz a diferença na experiência do consumidor e potencializa as vendas”, lembra Bohn.

Galeria de Imagens
Leia também em Empreendedor
PLANTÃO 24 HORAS

(53) 99971-9480

jornal@minuano.urcamp.edu.br
SETOR COMERCIAL

(53) 3242.7693

jornal@minuano.urcamp.edu.br
CENTRAL DO ASSINANTE

(53) 3241.6377

jornal@minuano.urcamp.edu.br