MENU

Identifique-se!

Se já é assinante informe seus dados de acesso abaixo para usufruir de seu plano de assinatura. Utilize o link "Lembrar Senha" caso tenha esquecido sua senha de acesso. Lembrar sua senha
Área do Assinante | Jornal Minuano | O jornal que Bagé gosta de ler

Ainda não assina o
Minuano On-line?

Diversos planos que se encaixam nas suas necessidades e possibilidades.
Clique abaixo, conheça nossos planos e aproveite as vantagens de ler o Minuano em qualquer lugar que você esteja, na cidade, no campo, na praia ou no exterior.
CONHEÇA OS PLANOS

Cidade

Entidades dialogam com prefeito sobre correção do valor do IPTU e o impacto na economia

Em 25/09/2021 às 11:04h
Viviane Becker

por Viviane Becker

Entidades dialogam com prefeito sobre correção do valor do IPTU e o impacto na economia | Cidade | Jornal Minuano | O jornal que Bagé gosta de ler

Integrante da Associação Comercial e Industrial de Bagé e de demais entidades de classe da cidade se reuniram, sexta-feira, dia 24, com o prefeito Divaldo Lara, para uma nova rodada de tratativas que envolvem o projeto de Reforma Tributária que visa modificar o cálculo do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU).

No dia 14 de setembro, o secretário da Fazenda, Cristiano Ferraz, apresentou na reunião de integração da Aciba, o projeto que visa atualizar a planta genérica de valores (PGV) no município de Bagé, o que na prática irá impactar na taxa aplicada ao IPTU de todos os imóveis da cidade.

O projeto vem sendo construído há mais de 18 meses, por uma equipe de 12 profissionais vinculados à Prefeitura, com orientação do engenheiro civil, Luiz Fernando Chulipa Möller, Mestre em Engenharia, consultor de prefeituras municipais e câmaras de vereadores para fiscalização e elaboração de Plantas de Valores Genéricos e organização de Cadastro Imobiliário, além de atuar como Perito Judicial em diversas Comarcas do do Rio Grande do Sul e na área de Engenharia Econômica e de Avaliações Patrimoniais para empresas e instituições financeiras.

Atualização do valor venal dos imóveis

A atualização do valor venal dos imóveis semelhante ao de mercado serve de base para o cálculo de IPTU. Logo que ele sofrer reajustes, o imposto também sofrerá. De acordo com o prefeito, não se trata de aumento no imposto, mas sim uma equalização que estabelecerá uma justiça tributária, corrigindo um problema histórico.

Os representantes das entidades aproveitaram a oportunidade para fazer críticas e dar sugestões para que o valor fique adequado para ambas as partes (sociedade e poder público). Os envolvidos concordam com a atualização do valor venal  dos imóveis e que essas adaptações são necessárias. Porém, reafirmaram que discordam sobre a isenção de IPTU para imóveis com valor venal de até R$ 70 mil e frisaram que as alíquotas aplicadas devem ser revistas com índices menores, já que não será aceito uma sobrecarga tributária para a comunidade.

Disposto a dialogar

O prefeito se mostrou aberto à negociação e para comum acordo para encontrar um ponto de convergência, frisando que o interesse público está em primeiro lugar. "Estou disposto  a finalizar o projeto junto com as entidades, até encontrar um equilíbrio, podemos nos reunir duas ou três vezes se for necessário, antes que o projeto vá para câmara",  prometeu Lara.   

A proposta das entidades é que haja uma melhor distribuição das alíquotas, e que o cálculo seja linear, com um índice razoável até que a economia se reerga. O presidente da Aciba, Ricardo Souza, por exemplo, avaliou a reunião como extremamente produtiva. "Acredito que é consenso de todas as entidades que temos que atualizar os valores, mas que precisamos logicamente não penalizar a quem paga o imposto", salienta Souza.

Galeria de Imagens
Leia também em Cidade
PLANTÃO 24 HORAS

(53) 999719480

jornal@minuano.urcamp.edu.br
SETOR COMERCIAL

(53) 3242.7693

jornal@minuano.urcamp.edu.br
CENTRAL DO ASSINANTE

(53) 3241.6377

jornal@minuano.urcamp.edu.br