MENU

Identifique-se!

Se já é assinante informe seus dados de acesso abaixo para usufruir de seu plano de assinatura. Utilize o link "Lembrar Senha" caso tenha esquecido sua senha de acesso. Lembrar sua senha
Área do Assinante | Jornal Minuano | O jornal que Bagé gosta de ler

Ainda não assina o
Minuano On-line?

Diversos planos que se encaixam nas suas necessidades e possibilidades.
Clique abaixo, conheça nossos planos e aproveite as vantagens de ler o Minuano em qualquer lugar que você esteja, na cidade, no campo, na praia ou no exterior.
CONHEÇA OS PLANOS

Segurança

Polícia Civil indicia oito pessoas por estelionato e organização criminosa

Em 21/07/2021 às 17:08h
Yuri Cougo Dias

por Yuri Cougo Dias

Polícia Civil indicia oito pessoas por estelionato e organização criminosa | Segurança | Jornal Minuano | O jornal que Bagé gosta de ler
Operaçã foi deflagrada em junho - Foto: Divulgação

A Polícia Civil, mediante a Decrab/Bagé, encaminhou, nesta quarta-feira (21), inquérito referente a Operação Aramado. Foram indiciadas oito pessoas por estelionato e organização criminosa. A investigação teve início no mês de junho após a Decrab ter recebido uma série de ocorrências policiais que registravam crimes de estelionato.

Os crimes, somados, representam um dos maiores golpes já aplicados contra a pecuária gaúcha. As ocorrências noticiavam crimes (alguns anotando prejuízos milionários para as vítimas) aplicados contra produtores rurais de vários municípios do Estado. A atuação era a mesma: os animais eram comprados pelos investigados, com prazo para pagamento, e eram pagos em cheques. No momento de descontar os cheques, as vítimas identificavam que os mesmos não tinham previsão de fundos.

A primeira fase da Operação Aramado foi deflagrada no dia 22 de junho, quando dois investigados foram presos, um em Porto alegre e outros em Caçapava do Sul. Na ocasião, sete pessoas tiveram bens bloqueados pela Justiça.

Avançadas as investigações, na data de 9 de julgo, deflagrou-se a segunda fase da operação Aramado, ocasião em que foram cumpridas 39 ordens judiciais, entre elas, prisão de um servidor público da inspetoria veterinária do município de Formigueiro e um corretor de gado diretamente ligado ao bando.

Também foram apreendidos 12.852 animais bovinos, que haviam sido adquiridos dos suspeitos por 22 propriedades rurais (19 do Rio Grande do Sul, um de São Paulo, um de Mato Grosso do Sul e um de Tocantins). Outras cinco pessoas tiveram seus bens bloqueados.

Conforme o delegado André Mendes, titular da Decrab/Bagé, o inquérito policial que apurou os fatos conta com bens apreendidos, que juntos, somam patrimônio estimado na ordem de R$ 50 milhões, bens que ficarão à disposição da justiça para eventual ressarcimento de vítimas no decorrer do andamento do processo.

Galeria de Imagens
Leia também em Segurança
PLANTÃO 24 HORAS

(53) 999719480

jornal@minuano.urcamp.edu.br
SETOR COMERCIAL

(53) 3242.7693

jornal@minuano.urcamp.edu.br
CENTRAL DO ASSINANTE

(53) 3241.6377

jornal@minuano.urcamp.edu.br