MENU

Identifique-se!

Se já é assinante informe seus dados de acesso abaixo para usufruir de seu plano de assinatura. Utilize o link "Lembrar Senha" caso tenha esquecido sua senha de acesso. Lembrar sua senha
Área do Assinante | Jornal Minuano | O jornal que Bagé gosta de ler

Ainda não assina o
Minuano On-line?

Diversos planos que se encaixam nas suas necessidades e possibilidades.
Clique abaixo, conheça nossos planos e aproveite as vantagens de ler o Minuano em qualquer lugar que você esteja, na cidade, no campo, na praia ou no exterior.
CONHEÇA OS PLANOS

Cidade

Ricardo Necchi afirma que cumpriu seu ciclo junto à UTI da Santa Casa

Em 17/07/2021 às 14:08h
Jaqueline Muza

por Jaqueline Muza

Ricardo Necchi afirma que cumpriu seu ciclo junto à UTI da Santa Casa | Cidade | Jornal Minuano | O jornal que Bagé gosta de ler
Médico atuou na unidade desde o início da pandemiaFoto: Reprodução /JM

 

No dia 6 de julho, o médico Ricardo Necchi, 64 anos, fechou um ciclo de 25 anos coordenando a Unidade de Tratamento Intensivo da Santa Casa de Caridade de Bagé. Em seu lugar, assumiu o médico Jorge Boemo, que já havia trabalhado no local. Necchi, ao JM, afirma que está muito feliz e que cumpriu seu ciclo na unidade.

Conforme o médico, que hoje está atuando na Secretaria Municipal de Saúde e Atenção à Pessoa com Deficiência, como secretário da Saúde adjunto, e, há algum tempo, tinha o desejo de deixar o cargo. Ele, inclusive, salienta que Boemo é de sua inteira confiança. “Desde o final do ano passado, já vínhamos conversando com a direção do hospital sobre o tema”, relata.

Necchi ressalta que se formou há 41 anos. Inicialmente, sua especialização foi em cirurgia geral, mas atuou pouco nessa área. Em 1996, durante  o mandato do Luis Alberto Vargas na Prefeitura, foi secretário de Saúde e auxiliou na obra da nova CTI tipo dois. À época, Bagé ainda não era credenciada para esse serviço e apenas em 1999 se concretizou com apoio de pessoas da comunidade e políticos.

O médido conta que, depois disso, foi realizar a especialização em Terapia Intensiva e era o único no município, assumindo, desse modo, o cargo de chefia. “Formamos um grupo de trabalho que, com o tempo, foram saindo. Sou a favor da alternância, com pessoas novas e médicos mais jovens, para dar ritmo ao trabalho. A UTI é a minha vida e sigo atuando profissionalmente no local”, comenta.

O intensivista comenta que, durante, a pandemia e até hoje, atua diretamente na linha de frente contra a Covid-19 e, muitas vezes não havia médicos para completar os turnos do plantão, já que muitos estavam afastados devido à doença. “Foi um trabalho muito difícil, duro, mas gratificante. Nunca vi nada parecido. Agora estamos vencendo”, relembra.

Além disso, o médico recorda de um caso que viveu em uma noite de Natal, que marcou muito sua carreira. Ele lembra que houve um acidente de moto próximo de Dom Pedrito e uma jovem de uns 16 anos ficou internada por mais de 20 dias em estado muito grave. Dias antes do Natal, recebeu alta, totalmente recuperada. Na noite do dia 24 de dezembro em que estava de plantão, recebeu uma ligação da menina. “Ela me disse palavras muito carinhosas, salientando que eu havia lhe dado uma nova vida. Esse episódio me marcou muito e me emociono até hoje”, lembra.

Necchi é casado com Mari e tem dois filhos, também médicos, Eduardo (anestesista em Santa Maria) e Rodrigo (cardiologista, em Porto Alegre). Também tem duas netas, Luisa e Isabel, e o pequeno Martin, com seis meses. Ele brinca que já estava pronto para se aposentar “mas a esposa não deixa”. De todas as formas, o médico afirma que encerrou o ciclo como queria. “Estou muito feliz", conclui.

Galeria de Imagens
Leia também em Cidade
PLANTÃO 24 HORAS

(53) 999719480

jornal@minuano.urcamp.edu.br
SETOR COMERCIAL

(53) 3242.7693

jornal@minuano.urcamp.edu.br
CENTRAL DO ASSINANTE

(53) 3241.6377

jornal@minuano.urcamp.edu.br