MENU

Identifique-se!

Se já é assinante informe seus dados de acesso abaixo para usufruir de seu plano de assinatura. Utilize o link "Lembrar Senha" caso tenha esquecido sua senha de acesso. Lembrar sua senha
Área do Assinante | Jornal Minuano | O jornal que Bagé gosta de ler

Ainda não assina o
Minuano On-line?

Diversos planos que se encaixam nas suas necessidades e possibilidades.
Clique abaixo, conheça nossos planos e aproveite as vantagens de ler o Minuano em qualquer lugar que você esteja, na cidade, no campo, na praia ou no exterior.
CONHEÇA OS PLANOS

ELLAS

SUSTENTABILIDADE & COLABORAÇÃO

Em 03/07/2021 às 00:03h
Viviane Becker

por Viviane Becker

SUSTENTABILIDADE & COLABORAÇÃO | ELLAS | Jornal Minuano | O jornal que Bagé gosta de ler

Hoje, para minha surpresa, fui entrevistada por Janine Pinto. Mudei a posição, de jornalista, passei a ser fonte de uma matéria. Foi essa estilista que fomentou em mim esse olhar carinhoso para o reaproveitamento das peças em brechós, que também está intimamente ligado às questões solidárias. No texto ao lado, ela colocou muitíssimo bem que as palavras "sustentabilidade" e "colaboração" estão operando milagres neste momento que estamos vivendo.

Janine contou sobre os grupos de WhatsApp que criei, o "Regatinhos" e o "Resgatões". Há alguns anos conheci um grupo em uma cidade no Noroeste do Estado, onde postavam e vendiam de tudo. Achei a ideia muito interessante, mas faltava tempo para colocar a proposta em prática e as regras no papel. Foi nas férias de janeiro deste ano, com o apoio e incentivo de outra mãe, a amiga Michelle Ribeiro, que criamos e nos tornamos administradoras do Resgatinhos. Meses depois, a pedido das próprias integrantes, mesmo receosa, veio o grupo destinado à venda de peças adultas e o que mais a criatividade mandar, desta vez, com o apoio da empresária Janine Louzada.

O objetivo dos dois grupos é o de fortalecer ainda mais a rede de apoio de pessoas que fomentam e acreditam no poder do consumo sustentável. É bom lembrar que o conceito de brechó vem sendo ressignificado e tem quebrado paradigmas por ser uma ótima alternativa de se consumir. Não há ganho em cima das vendas, esses grupos servem apenas como uma ferramenta facilitadora entre aqueles que querem vender e os que desejam comprar. As negociações são feitas de forma direta entre comprador e vendedor. As administradoras não se envolvem nas negociações.  

Acredito que não fui à única que passou a prestar mais atenção na quantidade de coisas que possuo, tendo mais tempo em casa. A pandemia foi o que motivou essa onda de desapego, onde questionamos sobre o que é essencial. Sou uma pessoa consumista confessa, porém valorizo meu dinheiro. Com duas filhas em diferentes fases da infância, tenho o suficiente para doar a quem precisa e ainda negociar as peças novas e com pouco uso, que foram compradas com tanto carinho e que frequentemente são esquecidas no armário, pelo fato de não servirem mais. Além disso, considero esses grupos um apoio a nós, mulheres, já que é permitido inclusive a postagem de produtos e serviços, além de auxílio a buscas dos mesmos. Considero também um ato solidário, pois estamos nos ajudando mutuamente, mas também, fazemos a economia girar, impulsionando, assim, novas compras no comércio local.

 

 

Galeria de Imagens
PLANTÃO 24 HORAS

(53) 99971-9480

jornal@minuano.urcamp.edu.br
SETOR COMERCIAL

(53) 3242.7693

jornal@minuano.urcamp.edu.br
CENTRAL DO ASSINANTE

(53) 3241.6377

jornal@minuano.urcamp.edu.br