MENU

Identifique-se!

Se já é assinante informe seus dados de acesso abaixo para usufruir de seu plano de assinatura. Utilize o link "Lembrar Senha" caso tenha esquecido sua senha de acesso. Lembrar sua senha
Área do Assinante | Jornal Minuano | O jornal que Bagé gosta de ler

Ainda não assina o
Minuano On-line?

Diversos planos que se encaixam nas suas necessidades e possibilidades.
Clique abaixo, conheça nossos planos e aproveite as vantagens de ler o Minuano em qualquer lugar que você esteja, na cidade, no campo, na praia ou no exterior.
CONHEÇA OS PLANOS

Segurança

Polícia prende acusados de participar de fuga de apenado que matou agente penitenciário bajeense

Em 10/06/2021 às 07:25h
Rochele Barbosa

por Rochele Barbosa

Polícia prende acusados de participar de fuga de apenado que matou agente penitenciário bajeense | Segurança | Jornal Minuano | O jornal que Bagé gosta de ler
Divulgação

Agentes da Delegacia de Polícia de Homicídios e Proteção a Pessoa (DPHPP) de Caxias do Sul, em ação com a Brigada Militar de Porto Alegre, prenderam, nesta quarta-feira, dia 9, cinco suspeitos de participar da fuga de um detento da UPA de Caxias do Sul, na segunda-feira, 7, que resultou na morte do agente penitenciário bajeense, Clóvis Antônio Roman, de 54 anos.

O detento que foi resgatado, identificado como Guilherme Fernando Mendonça Huff, foi encontrado morto em um apartamento localizado na avenida Independência, no centro de Porto Alegre.

De acordo com o site G1, os cinco homens presos são suspeitos de participarem da fuga do detento da UPA de Caxias do Sul, na Serra gaúcha. A ação de resgate do detento, que ocorreu na madrugada de segunda-feira (7), resultou na morte do agente penitenciário Clóvis Antônio Roman, de 54 anos.

De acordo com o delegado Cléber Lima, que revelou ao portal G1, ele se matou quando viu a polícia entrando. “Ele não queria voltar para o sistema prisional depois do que ele fez, de matar um agente penitenciário. Quando a polícia entrou, ele correu para um quarto e acabou se suicidando. A gente está fazendo a perícia para confirmar esses dados”, disse.

Ainda segundo a divulgação, um dos presos, que estava com Huff no apartamento, relatou à polícia que ele disse que não iria se entregar. No local, foi encontrada a arma usada para matar o agente penitenciário. Ainda conforme o delegado, Huff é suspeito de ter subtraído a pistola e matado o agente na fuga da UPA. Outros presos foram localizados em outro endereço da Capital e a namorada de Huff foi presa em Três Cachoeiras.

Galeria de Imagens
Leia também em Segurança
PLANTÃO 24 HORAS

(53) 999719480

jornal@minuano.urcamp.edu.br
SETOR COMERCIAL

(53) 3242.7693

jornal@minuano.urcamp.edu.br
CENTRAL DO ASSINANTE

(53) 3241.6377

jornal@minuano.urcamp.edu.br