Cidade

segunda-feira, 20 de março de 2017 às 0:01

Dallé inaugura esculturas em homenagem ao herói do Freio de Ouro

 Festa reuniu lideranças do setor rural, políticos e convidados - Créditos: TIAGO ROLIM DE MOURA
Festa reuniu lideranças do setor rural, políticos e convidadosTIAGO ROLIM DE MOURA
Souza, o homenageado - Créditos: TIAGO ROLIM DE MOURAGinete ao lado de Itaí Tupambaé - Créditos: TIAGO ROLIM DE MOURA

Com quase 83 anos, um dos mitos das pistas do cavalo Crioulo viu sua imagem duplicada em concreto na última sexta-feira. Na escultura, Vilson Charlat de Souza, o primeiro campeão do Freio de Ouro, está acompanhado do lendário Itaí Tupambaé, o cavalo que já povoou o imaginário do poeta Jayme Caetano Braun e que agora está imortalizado na entrada de Bagé.
O empresário Luís Fernando Dallé foi o idealizador da homenagem. Ele contou que há anos busca reproduzir em forma de arte, cenas da cultura gaúcha. Os cavalos Ventania e Aragano foram ideia do empresário quando presidia o Sindilojas, inicialmente instalados no pórtico de entrada da cidade e, mais tarde, transportados para a Praça das Carretas.
Quando iniciou construção do Dallé Hotel, já tinha em mente fazer um espaço temático, voltado à cultura gaúcha. Foi então que surgiu a parceria com o arquiteto e artista plástico Sérgio Coirolo. "É uma forma de fortalecer e incentivar a nossa cultura e, através disto, o turismo, uma importante ferramenta de desenvolvimento", disse.
Dallé fala que a ideia de homenagear Souza surgiu da admiração que nutre pelo ginete e a história da qual ele faz parte. "Tenho um respeito muito grande por ele. Ele participou de um fato muito importante para o Estado e resolvi traduzir isso em forma de estátua", comentou.
Coirolo destacou que a escultura em homenagem ao ginete levou cerca de dois meses para ser finalizada, contando com mais de 1,5 tonelada de concreto esculpido à mão. "Acredito que homenagear uma pessoa viva é ainda mais importante, e essa é uma homenagem que já deveria ter sido feita há muito tempo. Foi uma honra e uma satisfação recriar essa figura gigante de nosso tradicionalismo", analisa o artista. Além da homenagem a Souza, Coirolo foi o autor do painel "Cavalos em formação", também instalado no Dallé Hotel e inaugurado na última sexta-feira.
Vilson, campeão da prova mais importante da raça Crioula em 1982, muito emocionado, agradeceu a homenagem, lembrando que é um "sinal de amizade e recordação", e destacou que as gineteadas e o cavalo Crioulo fizeram parte de sua profissão, que sempre trouxeram muitas "alegrias, amigos e momentos maravilhosos. "Assim, pude acompanhar a evolução do cavalo Crioulo e o nascimento do Freio de Ouro", destacou.

O dia 26 de maio de 1982 foi a data em que o ginete e Itaí Tupambaé entraram para a história ao vencer a primeira edição do Freio de Ouro, disputa que já era realizada em Esteio durante a Expointer. 


Por: Melissa Louçan

 
Pesquisar