Norberto Dutra

sábado, 18 de março de 2017 às 0:00

A história de um homem comum (final)

Depois de o Senhor tratar pessoalmente com Gideão e sua família, fazendo com que, se despojassem de tudo aquilo que, não agradava ao Senhor, Deus prepara o seu servo para a grande conquista.
Os caminhos de Deus não são nossos caminhos. Planejamos, armamos as estratégias e dispomos o potencial humano para realizar a obra de Deus. O Senhor não deixou Gideão cair nesta armadilha. Quando os exércitos de Israel se reuniram no monte Gilboão. Gideão contou os seus soldados, eram 32 mil ao todo. Em seguida, ele olhou de um extremo ao outro da fonte de Harode no sopé do monte através do vale de Jezreel até os midianitas e os amalequitas acampados ao pé do outeiro de Maré, cento e trinta e cinco mil. A proporção era de quatro para um. Deus mandou que através de diferentes provas, o numero dos soldados fosse diminuindo, de trinta e dois mil soldados, sabem quantos o Senhor Deus aceitou para a batalha? Apenas 300. "Então o Senhor disse a Gideão: com estes 300 homens que lamberam a água eu vos salvarei, e entregarei aos midianitas nas tuas mãos; e vá-se toda a gente cada um para o seu lugar" Juízes 7: 7
O senhor certamente sabia o que estava fazendo. Ele queria somente os que pudessem seguir a Gideão com disposição, obediência e fidelidade. Quando apenas pensamos em nós mesmo, e em nossa satisfação Deus não poderá abençoar o nosso empreendimento, mas se com um coração sincero fazemos do Senhor e do próximo, nossa prioridade Ele nos dará a sua divina aprovação. Você pode crer nisto?
E fantástico observar a coragem de Gideão, como ele obteve esta peculiaridade? Da visão da vitória que o Senhor Deus deu a ele antes da batalha, em nosso tempo isto se chama fé. "Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que não se veem. Porque por ela os antigos obtiveram bom testemunho" Hebreus 11: 1-2. Se o estimado leitor está envolvido num projeto para sua vida, humildemente lhe aconselho: faça duas coisas.
1. Coloque o Senhor Deus como prioridade.
2. Apenas confie nele e seja sensível a sua vontade.
Quando Gideão obedeceu ao mandato do Senhor e a sua "ilógica" estratégia, tinha certeza da vitória, vejamos: "Levantai-vos, porque o Senhor entregou o arraial dos midianitas nas vossas mãos" Juízes 7: 15. Finalizando, devo de dizer que homens comuns nas mãos poderosas do Senhor certamente poderão fazer o impossível, acredite você na vontade do Senhor será vitorioso. Deus pode tornar uma impossibilidade numa extraordinária vitória para sua glória, o Senhor tão somente necessita de um homem comum em suas mãos.  Até a próxima semana. Bênçãos do Altíssimo para todos. Amém!


Por: Pastor Norberto Dutra

 
Pesquisar