José Artur Maruri

sábado, 18 de março de 2017 às 0:00

O homem e a mulher

Por ocasião do mês de março ter uma data dedicada ao gênero feminino, é importante que não deixemos o mesmo fluir "in albis".
  Também por isso, no último dia oito, veiculamos, via redes sociais, uma mensagem do escritor Víctor Hugo que, mesmo após sua desencarnação, seguiu brindando-nos com belíssimos trabalhos através da mediunidade de Zilda Gama, em obras editadas pela Federação Espírita Brasileira.
  Dada a muito boa repercussão da mensagem, resolvemos transcrevê-la por aqui como forma de homenagear o artista, a obra, bem como a todas as mulheres:
  "O homem e a mulher...
O homem é a mais elevada das criaturas;
A mulher, o mais sublime dos ideais.
Deus fez para o homem um trono, para a mulher Deus fez um altar.
O trono exalta e o altar santifica!
O homem é um cérebro;
A mulher é um coração.
O cérebro produz a luz, o coração produz o amor.
A luz fecunda e o amor ressuscita!
O homem é um gênio;
A mulher é um anjo.
O gênio é imensurável e o anjo é indefinível!
A aspiração do homem é a suprema glória;
A aspiração da mulher é a virtude excelsa.
A glória promove a grandeza e a virtude, a divindade!
O homem é capaz de todos os heroísmos;
A mulher, de todos os martírios.
O heroísmo nobilita e o martírio purifica!
O homem tem a supremacia;
A mulher tem a preferência.
  A supremacia representa a força e a preferência significa o direito!
O homem é forte pela razão;
A mulher é invencível pelas lágrimas.
A razão convence e as lágrimas comovem!
O homem é um código;
A mulher é um evangelho.
O código corrige e o evangelho aperfeiçoa!
O homem é um templo;
A mulher é um sacrário.
  Ante um templo nos descobrimos e ante um sacrário nós nos ajoelhamos!
O homem pensa;
A mulher sonha.
  Pensar é ter uma larva no cérebro e sonhar é ter na fronte uma auréola!
O homem é um oceano;
A mulher é um lago.
  O oceano tem a pérola que deslumbra e o lago tem a poesia que adorna!
O homem é uma águia que voa;
A mulher é um rouxinol que canta.
Voar é conquistar o espaço e cantar é conquistar a alma!
O homem tem um farol - a consciência;
A mulher, uma centelha - a esperança.
A consciência guia e a esperança salva!
E por fim, o homem está colocado onde termina a terra;
  A mulher, um pouco mais adiante, onde começa o céu... - Víctor Hugo (1801-1885)"


Por: José Artur M. Maruri dos Santos

 
Pesquisar