Norberto Dutra

sábado, 11 de fevereiro de 2017 às 0:00

A História de um Homem Comum (parte dois)

É interessante destacar que o Gideão que encontramos em Juízes seis destrói a ilusão de que alguns são qualificados para a grandeza. Nenhum perfil biográfico nas Sagradas Escrituras tem início com uma exposição mais honesta de inadequação e frustração. Encontramos o jovem Gideão num pequeno vale, às escondidas, malhando o trigo de uma colheita escassa. Podemos imaginar o seu medo, vigiando a sua volta com ansiedade. Isso nos diz muito a cerca do homem e sua época. Ele não malhava o seu trigo num lugar visível, por causa do perigo dos saqueadores midianitas.
Israel conheceu pouca paz desde que entrou na erra Prometida. Como povos nômades mal treinados para uma vida agrária, os israelitas tentaram aprender os métodos agrícolas, e ter-se-iam saído bem não fosse um erro fatal, e a invasão persistente dos midianitas e amalequitas. O Deus de Israel tinha dito a eles que deveriam adorar ao único Deus verdadeiro "Ouve ó Israel: o Senhor nosso Deus é o único Senhor. Amarás, pois, ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todas as tuas forças. E estas palavras, que hoje te ordeno, estarão no teu coração e as ensinarás a teus filhos, e delas falarás sentado em tua casa e andando pelo caminho, ao deitar-te e ao levantar-te." Deuteronômio 6:4-7.  O erro fatal que mencionei anteriormente não foi outra coisa que deixar a fé verdadeira pela idolatria e ritualismo pagão. "E os filhos de Israel fizeram o mal aos olhos do Senhor, e serviram aos baalins: E deixaram ao Senhor o Deus de seus pais, que os havia tirado da terra do Egito, e foram-se atrás de outros deuses, os deuses dos povos que estavam em seus arredores, aos quais adoraram e provocaram a ira ao Senhor. E deixaram ao Senhor, e adoraram Baal e Astarote." Juízes 1: 11- 13. Na verdade Israel misturou a celebração ao Deus verdadeiro com o ritualismo da religião pagã em cerimonias de fertilidades; portanto o Deus verdadeiro teve que trazer juízo sobre o seu povo, para isto utilizou-se dos Midianitas e os Amalequitas, que com forças devastadoras assolavam a Israel na época da colheita levando o fruto de sua árdua labuta, juntamente com seu gado e outros bens. Tais invasões continuavam implacáveis. Israel jamais estava fora de perigo.
Faríamos muito bem em examinar-nos no mais profundo de cada um de nós para desta forma fazermos uma avaliação sincera sobre nosso relacionamento com nosso criador e doador da vida, lamentavelmente Israel não obedeceu a voz do Senhor.
"Mas não obedecestes a minha voz". Juízes 6: 10 -  neste item estava o fracasso de Israel. Apesar da desobediência do povo escolhido do Senhor , o amor de Deus flui de forma  maravilhosa  e o Senhor elabora um plano fantástico  para salvá-los. Este plano o veremos na próxima semana .
Continuem conosco, bênçãos do Altíssimo para todos. Amém!


Por: Pastor Norberto Dutra

 
Pesquisar