Cidade

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017 às 0:00

Festa de São Sebastião comemora também Ano Jubilar da Cáritas Diocesana

Novena em preparação para festa do padroeiro de Bagé inicia hoje na Catedral

Imagem do padroeiro será entregue no dia da procissão - Créditos: Jaqueline Muza/ Especial JM
Imagem do padroeiro será entregue no dia da procissãoJaqueline Muza/ Especial JM
Pároco da Catedral espera mais de mil pessoas nas festividades - Créditos: Jaqueline Muza/ Especial JMAtividades acontecem no salão paroquial que passou por reformas - Créditos: Jaqueline Muza/ Especial JM

Com o tema "São Sebastião e a defesa da vida", a festa e a procissão do padroeiro de Bagé já têm programação definida. A novena inicia hoje, e as atividades incluem também a procissão, lançamento da Campanha da Fraternidade 2017 e do Ano Jubilar da Cáritas Diocesana. No dia 15 de janeiro, será servido um galeto no salão paroquial que passou por reformas.
Conforme o pároco da Catedral de São Sebastião, padre Airton Machado Gusmão, a novena começa hoje e se estende até o dia 19 de janeiro, às 20h, na Matriz. Em cada um dos dias, uma das paróquias da cidade ficará responsável pela liturgia. "A novidade deste ano é que no dia 17 de janeiro, durante a novena, terá o lançamento do Ano Jubilar da Cáritas Diocesana, pois a entidade completa 50 anos em 2017. Além disso, terá o lançamento da Campanha da Fraternidade, às 10h, que terá como tema: "Fraternidade: biomas brasileiros e defesa da vida" e o lema "Cultivar e guardar a criação", relata.
O religioso explica que o estudo da temática para a campanha será às 14h30min, na Escola de Ensino Fundamental São Benedito. O tema deste ano tem como proposta principal dar ênfase à diversidade de cada bioma e criar relações respeitosas com a vida e a cultura dos povos que neles habitam.
A procissão acontece no dia 20 de janeiro, às 20h, com saída da Paróquia Nossa Senhora da Conceição até a Catedral de São Sebastião. O padre espera mais de mil pessoas para as festividades. A missa solene será realizada após a procissão, presidida por Dom Gílio Felício.
Cavalarianos
No dia 19 de janeiro, um grupo de cavalarianos parte em cavalgada até a vila de São Sebastião, distante cerca de 40 quilômetros de Bagé, para buscar a imagem do padroeiro do município. Às 17h será presidida, por Dom Gílio Felício, uma missa na capela de São Sebastião, de onde parte, todos os anos, a imagem do santo.
No ano passado, ao contrário do que ocorria em anos anteriores, a imagem foi trazida da vila de São Sebastião por veículos e não por cavalos. O motivo da mudança foi em função da doença do mormo, que atinge equinos, pois diversos casos foram registrados no Estado em 2016.
O padroeiro
Segundo o padre Airton, São Sebastião era um soldado que teria se alistado no Exército romano por volta de 283 d.C. com a única intenção de firmar o coração dos cristãos, enfraquecido diante das torturas. São Sebastião nunca deixou de ser um cristão convicto e ativo. Fazia de tudo para ajudar os soldados e prisioneiros. Secretamente, ele conseguiu converter muitos pagãos ao cristianismo.
O pároco conta que por volta de 286 d.C, São Sebastião foi denunciado, pois estava contrariando o seu dever de oficial da lei. O imperador o julgou como traidor e ordenou a sua execução por meio de flechas. Diante do imperador, Sebastião não negou a sua fé. Amarrado a um tronco, foi flechado na presença da guarda pretoriana. Sebastião foi dado como morto e atirado no rio, porém, não havia falecido. Encontrado e socorrido por uma viúva que retirou as flechas do seu peito e o tratou.
Assim que se recuperou, demonstrando muita coragem, São Sebastião se apresentou novamente diante do imperador, censurando-o pelas injustiças cometidas contra os cristãos e acusando-o de inimigo do Estado. Perplexo com tamanha ousadia, o imperador romano ordenou que os guardas o açoitassem até a morte. O fato ocorreu no dia 20 de janeiro de 288, por isso comemora-se o dia nesta data. Acabou sendo morto transpassado por uma lança. São Sebastião foi um dos soldados romanos mártires e santos.


Por: Estefânia Borges

 
Pesquisar