Orlando Carlos Brasil

sexta-feira, 21 de outubro de 2016 às 0:00

Prisão

Mesmo que muitas das atitudes antecedentes tenham se caracterizado pelo silêncio, o que é de praxe e lei, ninguém foi pego de surpresa com a prisão do ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha. 
Assim o sendo, a melhor parte da notícia da prisão foi o pânico que abateu sobre os pares do ex-deputado e que continuam em seus ofícios legislativos. Eles não querem, de forma alguma, uma delação premiada do peemedebista carioca. 
Faça as contas. Eduardo Cunha foi eleito presidente da Câmara pela maioria dos colegas deputados. Como nem todos são nobres, uma quantia significativa o sufragou com a promessa de favores ou pela manutenção de segredos não publicáveis. Os mesmos, juntos com os nobres, votaram a favor da cassação do mandato de sua excelência. Ou seja, fizeram tudo de acordo com a maré. 
Não é gratuita a epidemia do terror. 


Quieto 
Até a noite da última quarta-feira, Bob Dylan não havia confirmado presença na cerimônia de entrega do Nobel de Literatura, em dezembro. Tem se calado às chamadas dos promotores do prêmio. 
É cedo para dizer, todavia, caso não vá receber o prêmio será o segundo da história a não querer estar presente. O outro foi o francês Jean Paul Sartre. 


Raízes
Parece que está custando, embora nunca seja tarde, uma análise pormenorizada das raízes étnicas, com suas verdadeiras contribuições, dos habitantes nativos desta terra bajeense. 
Faz-nos falta um antropólogo. 


Memória 1
Dei início à leitura, bem como a olhar, um livro intitulado A Memória Retida na Pedra, de Elaine Maria Tonini Bastianello. 
Obra de fôlego, bem editada, com qualidade de material e enfoque. 
Um caminho que pode, e deve, ser imitado por outras as narrativas.


Memória 2 
Ao se falar em memória, noticia-se que, no próximo dia 12 de novembro, no salão O Retrato, do Centro Cultural Érico Veríssimo, em Porto Alegre, estará sendo lançado o livro História da Academia Rio-Grandense de Letras e Parthenon Litterario, de autoria de José Carlos Laitano, vice-presidente da instituição. 


Verdades 
Se quiseres conhecer a verdade olhe e interprete as coisas da natureza. São as únicas que não mentem ou tentam enganar. 


Ser feliz 
Palavras da colunista Larissa Bittar, que escreve na revista eletrônica Bula: 
"Todos os dias, em cada canto do mundo, alguém espera ser recompensado pela batalha diária, pela bondade, pelas boas intenções. Mas como disse meu amigo, ser feliz não é troféu por mérito, é comprometimento. É recusar afundar miseravelmente a própria história em lamentos e dores. É esperar menos dos céus e mais de si mesmo". 


Opção 
Cabe indagar: qual foi, ou qual tem sido, a tua opção, consoante o dito popular: ser cabeça de mosquito ou rabo de leão?


Para manhã 
Mexam-se um pouco mais, inventores criativos e competentes. Parados, a história do amanhã (incluindo a mais imediata) corre o risco de ser gravada apenas pelos néscios.


Por: Orlando Carlos Brasil

 
Pesquisar