Orlando Carlos Brasil

sexta-feira, 23 de setembro de 2016 às 0:00

Armas

Nesta semana, em Bagé, os jornais registraram uma ocorrência policial com a qual devemos ficar atentos. Nela, uma pessoa não identificada, com razão, dava conta de que havia sofrido um assalto em sua casa e, da residência, levaram armas potentes, munições e dinheiro.
Dois alertas necessitam ser tirados dessa experiência nunca requerida. Os momentos anteriores e posteriores à ocorrência dos fatos.

Guia Louis Vuitton
A grife Luis Vuitton lança, todos os anos, um livro chamado City Guides, que nada mais é do que um guia turístico. O guia inclui apenas uma cidade de qualquer país escolhido, bem como coloca em adendo algum roteiro possível em outras cidades dos cinco continentes. 
Conforme os editores do guia, "esta é a forma mais acessível de viajar com a marca de luxo: guias de viagem que incluem uma seleção de restaurantes, lojas, hotéis, museus e roteiros a pé para mochileiros, viajantes de negócios e residentes". A publicação começou em 1998 para "mostrar a visão particular do mundo" da griffe e que desde o ano passado têm sido transformados também em apps.

Transcendência
E você, tem metafísica dentro de si?
Foquinha
No jargão comunicacional, chama-se foquinha aquele repórter sem experiência que comete erros primários ao fazer uma entrevista.
A história que segue ocorreu com um jornalista francês, deslocado de seu canal de tevê para a cobertura da Conferência Anual da ONU.
Andando pela rua, o repórter francês abordou Marcelo Rebelo de Sousa para que respondesse uma questão sobre as eleições americanas. Ao final da entrevista, deu-se o diálogo que segue:
- Posso perguntar-lhe a que delegação pertence?
- Portuguesa. Delegação portuguesa.
- E qual é a sua função?
- Sou o Presidente da República portuguesa.
Após a resposta, o repórter corou.
A saber, uma regra básica e inicial de um repórter é, no mínimo, saber com quem irá conversar.

Caixa 02
Sedes contra ou a favor do texto que exime de punição os protagonistas de 'caixa dois' nas últimas eleições, agora em pauta na Câmara dos Deputados?
A resposta pública mais peculiar foi a do ministro Gedel Vieira Lima ao dizer que a prática não é crime.
Ok, ministro. Assim pensando, podemos dizer que sonegação não é crime, propina também não e corrupções pública e privada são apenas contabilidades criativas. Por aí vamos.
No meu caso, iríamos.

Acidentes
Dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) apontam que os acidentes rodoviários "matam", anualmente, 1,2 milhões de pessoas no mundo e provocam 50 milhões de feridos, sendo a nonaprincipal causa de incapacidade permanente nos últimos anos. Até 2030, a OMS estima que a sinistralidade rodoviária seja a quinta maior causa de morte em nível mundial.

Voos domésticos
Alguém lembra que na década de 1950 a cidade de Bagé possuía uma companhia de aviação aérea para transporte intermunicipal de passageiros?

Dama da escrita
Releio, depois de muito tempo, textos ficcionais de Clarice Lispector. Hoje entendo porque, na época, considerava-os um tanto chatos.
Madame Lispector detinha, como era comum até pouco tempo dizer, a qualidade narrativa para gente "papo cabeça".

Futebol
Quem, com certeza, não se sabe. Mas alguém deve conheceras razões principais que levam os maiores representantes do futebol rio-grandense a figurar tão mal nas disputas nacionais.


Por: Orlando Carlos Brasil

 
Pesquisar